Ferramentas de Bancada no Tinkercad – Parte 5

Até aqui vimos diversas ferramentas de bancada no Tinkercad. Para finalizar a série veremos agora possivelmente a mais simples, a Fonte de Energia.

Conhecendo a Fonte de Energia

A fonte de energia, ou fonte de alimentação, é uma ferramenta que fornece uma tensão e corrente que podem ser ajustadas de acordo com a necessidade do projetista.

Ela serve para alimentar os circuitos e verificar seu comportamento frente a valores de tensão e corrente que podem ser definidos ou limitados.

A Figura 1 apresenta a fonte de energia do Tinkercad, onde temos o display superior apresentando 5 V, ajustado pelo potenciômetro à direita. Esta fonte permite varia a tensão fornecida entre 0 e 30 volts.

Ainda na Figura 1 observamos que a corrente pode ser ajustada entre 0 e 5 amperes. Na figura temos o valor máximo definido, porém, nenhum carga está conectada e assim temos o valor 0 A apresentado.

Figura 1. Fonte de energia.

Se colorarmos uma carga na saída da fonte podemos ver o consumo de corrente dessa carga e se a tensão é suficiente para alimentá-la.

Observe a Figura 2 onde temos como carga um resistor de 1 k Ohm. Se aplicarmos a Lei de Ohm, apresentada na Equação 1, temos que a tensão (V) é o produto da resistência (r) pela corrente (i).

V = r . i

(1)

Como temos V = 5 e i = 500mA = 0,005 A, podemos usar a equação (2)

r = V / i

(2)

E assim temos que r = 5 / 0,005 = 1000 Ohms. Observando novamente a Figura 2 vemos, pelo código de cores, que o valor do resistor é de 1000 Ohms. Exatamente como calculado.

Figura 2. Fonte de energia com carga.

Outro exemplo é apresentado na Figura 3. Nela podemos ver que a corrente consumida necessária para acender a lâmpada com 12V é de 250 mA.

Figura 3. Fonte alimentando lâmpada com 12 V.

Para conferir os exemplos acesse https://www.tinkercad.com/things/fS0n56Yf5WM e copie para sua conta.

Publicidade:

Conclusão

O Tinkercad oferece uma séria de ferramentas de bancada para auxiliar na análise e experimentação de circuitos eletrônicos sobretudo com uso de Arudino.

É possível beneficiar os estudos com o uso destas ferramentas em temas como Lei de Ohm, filtros analógicos, PWM, entre outros. Apesar disso o contato com as ferramentas em uma bancada real pode trazer benefícios devido a limitação dos modelos do Tinkercad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.